top of page
  • Foto do escritorbebê

matilda

Atualizado: há 3 dias

- por malu baumgarten -

Matilda era uma gata preta

meio vadia, meio sozinha,

uma bicha mansa e arisca,

Matilda era a gata da vizinha,

que veio se parar no teu quintal.

Não quero gato disseste,

e o rabo ondulante da Matilda

roçava a tua roupa no varal.

A gata adiou, dona do pedaço

brava no quintal, mansa na casa,

os gatos vadios expulsou. Quedou-se,

com certeza e sem cerimônia.

Envelheceu aos cochilos no sol

da sala e do quintal. O pelo negro

da Matilda ficou ruço, a casa

esvaziou, Matilda é quem restou.

Nas noites frias de inverno, magra

e já cansada, os olhos amorosos

nos teus olhos, Matilda, amiga e companheira.

 

Noite passada voou a vida do corpo

da bichinha. Ficou no ar do sobrado

sua alminha, ficou na memória de quem ama.

No céu dos meus sonhos de menina, entrou

um anjo, negro e peludo de olhos verdes.



- foto bebê baumgarten -

 

 

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


Post: Blog2 Post
bottom of page